Dicas

Saiba como começar a juntar dinheiro para comprar um imóvel

 

A compra do primeiro imóvel é um dos grandes desafios na vida financeira. Este é um importante passo para alcançar a liberdade pessoal e independência. Porém, pode acabar trazendo muita dor de cabeça para aqueles que, ao invés de se planejarem antecipadamente, optam por financiamentos desvantajosos que podem durar até 30 anos e comprometem a renda em até 30%.

Antes de mais nada, é fundamental ter paciência e encarar a compra do imóvel como um investimento. Analise seu estilo de vida e hábitos de consumo, administrando corretamente sua renda para que você consiga reservar dinheiro e realizar o sonho da casa própria sem contrair uma série de dívidas.

Confira, a seguir, 5 dicas de como juntar dinheiro e realizar a compra de um imóvel com mais tranquilidade. Vamos lá?

1. Anote suas dívidas x sua renda mensal

Primeiramente, é preciso que você inicie um planejamento pessoal financeiro a partir da utilização de planilhas de rendimentos. Você pode optar pelas planilhas feitas com o Excel ou baixar planilhas prontas. Assim, você saberá quanto da sua renda poderá poupar ou investir.

Seja claro e detalhe seus rendimentos e suas despesas para saber onde seu dinheiro está sendo gasto e o que pode ser cortado. Esta é uma ótima maneira de ser mais responsável com seus gastos e iniciar hábitos financeiros mais saudáveis, tendo um maior controle do seu dinheiro.

2. Livre-se de despesas desnecessárias

Certamente, você já contratou serviços que você não usa e comprou produtos supérfluos. Por exemplo: pagar mensalidade de academia ou clube mesmo sem frequentar, assinatura de revistas e jornais que você nem lê, entre outros. Isto acaba virando um hábito e acaba-se perdendo dinheiro em vão e despercebidamente.

Então, livre-se destas despesas desnecessárias. Elas podem até parecer pequenas, mas, ao longo do ano, você verá que economizou centenas de reais.

3. Quite suas dívidas

Pague todas as suas contas antes da data de vencimento para evitar juros e impostos. Quanto menos dinheiro você precisar gastar, mais irá sobrar para que você possa economizar.

Mas, caso você já esteja endividado, arque com seus compromissos. Você pode até tentar negociar prazos e taxas com o credor, contanto que você coloque a quitação das dívidas como prioridade financeira.

Lembre-se de que as dívidas englobam não apenas aquelas contas altas, mas também despesas feitas no dia a dia, como uma roupa cara que você parcelou no cartão de crédito ou algum bem de consumo que você precisou pedir empréstimo ao banco para comprá-lo à vista.

4. Saiba aplicar seu dinheiro

Investir em educação financeira é muito importante, pois, assim, você aprenderá quais são as melhores alternativas de investimento que se adequem às suas necessidades. Portanto, nada de guardar seu dinheiro embaixo do colchão por não saber tomar a decisão correta em relação a investimentos rentáveis.

Quanto mais você buscar orientações acerca de economia, inflação, caderneta de poupança, tesouro direto, CDB, LCIs e LCAs, menos o seu dinheiro correrá riscos e mais você receberá um retorno positivo.

5. Crie uma reserva para emergências

Imprevistos acontecem todo o tempo. Por isso, é necessário que você tenha sempre uma quantia de dinheiro guardada.

Com uma reserva de emergências, você fica longe do cartão de crédito e cheque especial, sem contrair novas dívidas.

Também, assim que você conseguir dinheiro suficiente para dar entrada no seu imóvel, é preciso ter certeza de que você economizou o bastante para poder lidar com alguma crise repentina após a compra, já que você poderá ficar mais apertado financeiramente.

Publicado em 02/09/2016 por Precon

 

Central DE VENDAS
Desenvolvimento Homebrasil e Criação Agência Hauze

Olá, boa tarde

0